Papa João Paulo II

Eu não tinha credencial de acesso mas queria fotografar a visita do Papa João Paulo II a Vitória. A agenda do dia 19 de outubro de 1991 previa uma missa de manhã cedo na praça da Enseada do Suá, que depois desse acontecimento passou a ser chamada de Praça do Papa, e na sequência, também de manhã, uma outra missa no bairro São Pedro na ilha de Vitória. Escolhi ir para São Pedro, previa que seria mais fácil para eu me aproximar, considerei que era uma bairro de pessoas simples e eu tinha mais interesse naquela realidade. Além disso, o Papa tinha o costume de andar entre as pessoas de comunidades pobres.

Chovia fino. A máquina fotográfica Canon com filme preto e branco era de foco manual. Fiquei bem na frente do altar, dentro de um isolamento usando o “passaporte” da máquina de fotografia, mas não pude, nem tentei, chegar mais perto e passar num segundo isolamento. Minhas lentes pequenas não permitiam trazer o Padre para mais perto. Por ali fiquei registrando e esperando o momento, não programado mas esperado,  que ele desceria na lama.

Ao fim da missa o Papa desceu do altar e logo chegou ao portão que foi aberto para sua saída. Nesse momento foi um corre corre, empurra empurra, que nem o passaporte da máquina fotográfica valeu no meio do povo. Sem o crachá de acesso, me abaixei, passei por baixo da corda para me aproximar e fotografar mais de perto, e logo tomei uma gravata de um segurança de paletó que me devolveu ao povão. Por ali parei, me perdi e não consegui ver o Papa.

Vale muito rever essas fotografias e lembrar daqueles momentos. Os negativos estão guardados, e essas imagens aqui foram escaneadas de cópias produzidas em 1999, sem nenhum tratamento posterior. Queria postar aqui para deixar esse ensaio daquele momento importante dos católicos de nossa cidade.

Se puderem compartilhem com seus amigos. Valeu! Obrigado!